A Central de Atendimento ao Eleitor do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná agora conta com a identificação de prioridade no atendimento de pessoas com transtorno do espectro autista. O laço estampado com um quebra-cabeças colorido está sendo utilizado para indicar que as centrais oferecem atenção prioritária para pessoas com essa condição.

A assessora de comunicação social do TRE-PR, Rubiane Kreuz, destaca a medida atende à legislação sobre atendimento preferencial, mas também torna os espaços mais inclusivos para as famílias de pessoas com autismo.

Rubiane esclarece que a prioridade é válida tanto para as Centrais de Atendimento ao Eleitor do TRE-PR, quanto para as filas no dia das eleições.

O Transtorno do Espectro Autista compromete a comunicação e as relações sociais dos pacientes. Em alguns casos, a pessoa que tem o transtorno tem dificuldade para permanecer em ambientes com muito barulho ou muita movimentação. Por isso, a prioridade no atendimento ajuda a garantir o direito do exercício da cidadania sem passar por desconforto.

 

Fonte: Band News FM

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui